Dicas

A “multa do bem”!

Por 23 de setembro de 2021 Nenhum comentário
Lixo ou Dinheiro?

O lixo é um dos maiores problemas ambientais da nossa sociedade. A população e o consumo per capita crescem e, junto com eles, a quantidade de resíduos produzidos. Na maioria das vezes, o lixo não é descartado de maneira correta e pode resultar em diversos problemas para o meio ambiente, como contaminação da água, do solo e até mesmo do ar.

Um dos desafios, é conscientizar todos sobre a importância da separação e destino correto de cada item. Em Marechal Cândido Rondon, o Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA), em parceria com a prefeitura, através da Secretaria de Agricultura e Política Ambiental implantaram o Projeto Ecoponto, para incentivar a destinação dos resíduos recicláveis ao Ecoponto municipal em troca de um crédito digital para utilização em feiras de produtores do município.

Os moradores da cidade armazenam o resíduo reciclável em saco de ráfia disponibilizado pelo projeto e entregam até o ponto indicado pelo município. No momento da entrega, a pessoa recebe o crédito via aplicativo CashLocal que podem ser utilizados da feira de produtores rurais Sabor e Arte ou na Acempre.

Todo o material reciclável entregue no Ecoponto é destinado para ACAN e a Cooperagir, que são as organizações de catadores formalizadas no município.

Uma das funcionalidades do APP, permite ampliar ainda mais o projeto e engajar moradores em uma causa tão nobre. Doar o crédito recebido para entidades beneficentes do município.

Em um encontro, realizado no mês de Setembro/2021  no auditório da prefeitura de Marechal Cândido Rondon, foram repassados às entidades os valores relativos aos créditos no Projeto Ecopontos, alguns moradores da cidade preferiam doar ao invés deles mesmos gastarem.

“Os representantes da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e do Asilo Lar Rosas Unidas enalteceram o projeto e se comprometeram a divulgá-lo para que mais moradores possam entregar os recicláveis e o óleo de cozinha no Ecoponto, e em troca realizar a doação para as entidades que são tão importantes para a comunidade.”

No balanço prévio do projeto, representantes do município, reforçaram a importância da utilização do Ecoponto, pois, além de fazer bem ao meio ambiente, diminui custos de hora-máquina, trator, caminhão, motoristas e operários.

Também, O reciclável evitado no aterro economiza aproximadamente R$ 100,00/tonelada pela não disposição e mais R$ 500,00/ton pelo valor vendido pelas associações. É um dinheiro que volta a circular na economia local.

Através da tecnologia, acreditamos ser possível formar cidadãos mais conscientes, capazes de verdadeiras transformações no meio em que vivem.

Nós, fundadores da CashLocal, continuamos firmes em nosso propósito de gerar impacto econômico, social e ambiental, através das nossas tecnologias desenvolvidas!

Fonte: Facebook da Prefeitura de Marechal Cândido Rondon

Deixar uma resposta